Um “bom” legado

Caro leitor, se está a ler isto (esta observação é tão estúpida), se não gosta da escola e considera-a uma “chatice” (ou pior) e se deseja deixar um “bom” legado, por exemplo, aos seus netos, tenho uma extraordinária dica (não da semana) para si!

Caro leitor, posso tratá-lo por sinónimos de “tu” (“tu” é rude)? Muito agradecido. Lembras-te daquela espécie de lei, que proíbe um docente de lecionar ao pessoal com um certo grau de parentesco? Não te lembras? Pronto, já te lembras (óbvio). Para esta dica, vamos utilizar esta “lei” e uma das leis da Natureza: a Reprodução (este fenómeno é tão bom, que até merece uma letra maiúscula)!  Passo (na verdade, estou sentado e não dei qualquer “passo”) a explicar: arranjas um(a) companheiro(a) (nada de “brothers” e “sisters” e “cenas” dessas, tem de ser alguém mesmo para… tal e qual) e incentivam-se mutuamente para gerarem descendentes. Imaginando que são necessários 35 professores(as) (utilizei o random.org para sacar este número) para cobrir (calma, agora já não é esse tipo de “cobrição”) as disciplinas lecionadas até ao final do ensino secundário (de todas as turmas), num determinado local e num determinado intervalo temporal, e depois de obteres esses 35 descendentes (o que é um descendente? um “dente” que estava a abanar e “caiu”!), designa-os para a carreira de professor(a), nas mais diversas áreas. Pela lei anteriormente referida, sem quaisquer princípios matemáticos, os filhos dos teus filhos não poderão ter aulas na escola onde estarão matriculados, porque, por “incoincidência”, todos os teus filhos venceram o “concurso de professores” para essa mesma escola (vão precisar de mexer “umas palhas” para tal feito – e esta intenção não possui ligações com a agricultura). Por fim, com a utilização da lendária e épica “desculpa esfarrapada”, consegues que os teus netos permaneçam naquele estabelecimento de ensino, ausentes de aulas, visto que existe uma “sequóia de família” dentro da tal escola.

Se fores bem sucedido nesta jornada (apetecia-me “mandar uma boca”, não literalmente, futebolística) … PARABÉNS, conseguiste deixar um “inacreditável” legado para os teus netos (por exemplo)! Quem espera, sempre alcança, caro “tu”! Os teus netos ficarão radiantes de orgulho por esta dádiva!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s